O que devo estudar para a prova teórica da CNH?

Saber o que é precisa ser estudado para a prova teórica da CNH é essencial para quem está ingressado no curso teórico com o intuito de garantir uma Carteira de Habilitação, isto porque, você só passará para as aulas práticas se você for bem e atingir a porcentagem de pontos estipulada pelo DETRAN na prova.

Realizar uma prova da CNH precisa que você tenha muita atenção no conteúdo e principalmente no assunto, pois, existem alguns facetes que acabam te confundindo e você pode blefar nela, justamente por conta disso.

No entanto, elaboramos este artigo com o intuito de mostrar a vocês, o que é preciso estudar para realizar uma prova teórica da CNH e conseguir atingir os pontos necessários para que seja aprovado. Então confira!

Saiba o que você precisa estudar para realizar a prova teórica da CNH

Como todo mundo sabe para ter a CNH em mãos é preciso passar por duas provas, a primeira é a prova teórica onde são fornecidos assuntos de Direção Defensiva e Primeiros Socorros e a segunda é a prova prática, onde você juntamente com um examinador faz um percurso de carro e no final ele te aprova ou não.

Porém, não é sobre a prova prática que vamos falar, mas sim sobre a teórica. Vamos mostrar a vocês o que estudar, veja!

Como já mencionamos acima, existem duas disciplinas que estão com mais frequência presentes nas provas teóricas que são: Direção Defensiva e Primeiros Socorros.

Estas duas disciplinas são as que mais pesam e mais contam pontos no final da prova, no entanto, veja o que estudar dentro delas.

Na direção defensiva, você precisa focar a sua atenção em todos os pontos sobre direção, muitas vezes abrange assuntos como mecânica de carro, sinalização, funcionamento do veículo entre outros.

Os principais temas relacionados à direção defensiva que mais caem nas provas são: trânsito seguro, riscos, acidentes e perigos, manutenção periódica e preventiva, cruzamento entre vias, cinto de segurança entre outros, então, antes de realizar a prova teórica da CNH redobre a sua atenção nesses assuntos e estude o quanto for possível.

Além da disciplina de direção defensiva, é preciso focar a atenção também nos primeiros socorros, esta também é uma disciplina que cai muito na prova e por um simples descuido você acaba indo mal.

Na disciplina de primeiros socorros são abrangidos assuntos de noções básicas, sobre como deve ser a sua reação diante de determinadas circunstâncias.

Além disso, vale ainda dizer que é de extrema importância, ter consciência que em determinadas situações de emergência, é preciso manter a calma e ter em mente a prestação dos primeiros socorros, como por exemplo, sinalizar o ambiente, pedir ajuda aos bombeiros, policiais e em caso de acidentes graves, entrar em contato com a ambulância.

Vai comprar ou vender um carro, moto ou caminhão? Consulte a Tabela FIPE. Clique aqui, consulta online e gratuíta!

Desta forma, fique sempre atento a todos os pontos que se referem a essas disciplinas, porém, não foque apenas nelas, a sinalização e o significado das placas também caem.

Então, preste muita atenção em cada detalhe, leia e releia a mesma pergunta duas ou três vezes antes de respondê-la, para ter certeza de que irá responder certo, pois as pegadinhas podem te confundir e você perder ponto na prova.

E ai, o que você achou deste artigo onde mencionamos o que é preciso estudar para realizar uma prova teórica da CNH? Se você se interessou e está prestes a realizar a prova, então se dedique no cursinho, treine em simulados e preste muita atenção nesses assuntos que citamos acima.

Só assim você conseguirá realizar uma boa prova teórica da CNH e atingir a pontuação necessária para você passar para as aulas práticas. Além disso, compartilhe este artigo com seus amigos para que eles também saibam o que devem estudar para realizar a prova e não se esqueça de deixar seu comentário logo abaixo nos dizendo como foi a experiência de realizar a prova.

O que é e para que serve o RENAVAM?

RENAVAM

Para você conseguir entender o que é e para que serve o RENAVAM, basta você se imaginar sem nome, sem certidão de nascimento e sem nenhum outro tipo de documento.

Você deve estar pensando, nossa que estranho né? Pois é, não tem nada de estranho nisso, pois, o RENAVAM é tudo que um veículo precisa ter, a sua identidade.

Nada adianta você ter um veículo vistoso e o mesmo não ter nome, nem data de fabricação, nem qualquer tipo de documento.

Desta forma, pensando em esclarecer o que é o RENAVAM, que elaboramos este artigo, então acompanhe e saiba muito mais sobre este assunto.

RENAVAM: qual a sua função para um veículo?

Muitas pessoas possuem veículos, rodam o mundo se preciso, mas nem imaginam o que significa ou então para que serve o RENAVAM de um veículo, sendo assim, para informar a importância dele para vocês, separamos muitas informações, confira!

Para vocês, RENAVAM é o mesmo que Registro Nacional de Veículos Automotores. Este registro é oferecido através de um código que é o mesmo que uma certidão de nascimento e todos os outros documentos e informações que uma pessoa possui.

Através deste código é possível descobrir tudo sobre o especifico veículo, desde quando foi fabricado até quando deixou de ser utilizado. Com este código, conseguimos saber tudo o que aconteceu com o carro, se ele já foi batido, se possui ou não multas, como foi o emplacamento, o licenciamento e tudo mais que refere ao veículo.

Todos esses dados são atualizados pelo fato de que o RENAVAM possui um método de bases distribuídas por todo o país, composto por uma central nacional que é o DENATRAN e centrais estaduais que é o DETRAN, estas se comunicam entre si e transmitem as atualizações de todos os veículos através de seu sistema.

Mas, aonde eu encontro este código RENAVAM? É muito simples, basta você olhar no topo do CRLV (Certificado de Registro e Licenciamento de Veículo) que é emitido pelo DETRAN, ou também no documento de transferência do veículo que você vai achar.

Entretanto, se você esta comprando um veículo e não possui esses documentos em mãos e deseja saber da procedência e toda a vida útil do veículo, você pode pedir ao proprietário que no caso é o vendedor, ou a concessionária o número do RENAVAM.

Para realizar esta conferência o DETRAN não exige o documento, você precisa apenas dos números e da placa do automóvel para se garantir que o carro está sem multas e sem pendência.

No entanto, você mesmo pode realizar esta consulta, basta você ter em mãos o número do RENAVAM e o número da placa do veículo, acessar o site do DETRAN e realizar a sua consulta quantas vezes quiser.

Então, para você sempre comprar um carro totalmente seguro, sem nenhuma restrição, sem nenhuma multa ou atraso de pagamento de impostos, peça ao vendedor ou a concessionária o numero do RENAVAM e a placa e faça você mesmo a consulta.

Antes você garantir a sua compra, do que adquirir o veículo e depois ter complicações com o mesmo.

Viu só como o RENAVAM possui uma porção de funções, sem ele como saberíamos se um carro esta regular ou não? Sem o RENAVAM, como saberíamos em qual ano o veículo foi fabricado, ou se possui multas, ou se é um veículo sinistro?

Vai comprar ou vender um carro, moto ou caminhão? Consulte a Tabela FIPE. Clique aqui, consulta online e gratuíta!

O RENAVAM surgiu para facilitar as buscas sobre os veículos e é através dele que conseguimos ter a certeza de que um veículo esta regular antes mesmo de adquirirmos, para que assim, não tenhamos problemas futuros.

E agora, você entendeu o que é e para que serve o RENAVAM? Se sim, deixe seu comentário abaixo e compartilhe este artigo com seus amigos para que eles também saibam o que é e para que serve o RENAVAM.

Como transferir veículo: Aprenda como fazer

Transferir Veículo

Saber como transferir veículo é algo muito importante para você que possui acabou de comprar um carro ou ainda deseja adquirir, isto porque, a partir do momento em que você sabe alguns fatores sobre a transferência, você é capaz de tomar frente do negócio e não deixar ser passado para trás por ninguém.

Quando você realiza a compra de um veículo, provavelmente você se sente satisfeito e realizado por estar concretizando mias um sonho em sua vida, mas mesmo que seja satisfatório, sempre tem a parte burocrática.

No entanto, para evitar problemas e futuras dores de cabeça é preciso que você fique sempre atento e preste muita atenção no momento em que está transferindo o veículo para o seu nome.

Vai comprar ou vender um carro, moto ou caminhão? Consulte a Tabela FIPE. Clique aqui, consulta online e gratuíta!

Focado neste assunto, separamos algumas informações que mostrarão a você tudo o que precisa para transferir um veículo e como isso acontece.

Entenda como transferir veículo e o que precisa?

A transferência de qualquer veículo seja ele carro, motocicleta, caminhão ou qualquer outro, exige uma porção de procedimentos e estes podem ser feitos por você mesmo, ou também por um despachante onde cobrará pelo serviço oferecido a você.

O primeiro passo que deve ser tomado é reconhecer firma no cartório por autenticidade do vendedor e do comprador do veículo. Desta forma, você precisa levar o CRV (Certificado de Registro de Veiculo) até o cartório e lá será feito o procedimento.

Caso o proprietário do veículo seja de outro estado e um exemplo, se mude para Minas, ele deverá alterar o endereço do cadastro do veículo, emitindo assim, um novo CRV e CRLV (Certificado de Registro e Licenciamento de Veículo).

Além disso, outro ponto que deve ser observado é quando o veículo é alienado. Neste caso, esta observação deverá constar no sistema de DETRAN. Após analisar essas duas situações e fazer o reconhecimento de firma, então, está na hora de ir para o próximo passo.

A partir do dia que foi feito o reconhecimento de firma, você tem 30 dias para poder transferir o veiculo para o seu nome, caso isso não aconteça, você terá que pagar uma multa de classificação grave, onde aplica 5 pontos em sua CHN.

Neste período, você precisa ir até uma agência bancária e pedir para que chequem se há algum debito pendente sobre IPVA, Seguro DPVAT ou multas, pois se conter alguma conta pendente não consegue realizar a transferência.

Após isso, é preciso que o veículo passe por uma vistoria realizada pelo DETRAN ou por outras empresas associadas a ele. O agendamento da vistoria em alguns estados é obrigatório e só pode ser agendado depois de ter realizado o pagamento da taxa de transferência, que você encontra no site do DETRAN ou em despachantes.

Depois de conferido e visto que esta tudo em dia, então prepare os seus documentos, você vai precisar de: CPF, RG, CHN, CRV (Certificado de Registro de Veículo) assinado pelo vendedor e já com a firma reconhecida, Comprovante de residência o qual deve estar com o seu nome e ser recente, Laudo de vistoria feita pelo DETRAN e Comprovante de pagamento das taxas referentes à transferência e leve tudo até o despachante mais próximo de você.

No despachante o processo será desenvolvido e logo o veículo estará em seu nome, então, se você comprar um carro, siga nossos passos de como transferir veículo e tenha o seu veículo em seu nome, porém preste muita atenção em todos os passos que citamos para que não lhe de problemas futuros, certo?

Transferir um veículo hoje em dia se tornou fácil, afinal de contas são muitos os meios que podemos consultar para que o processo seja realizado de forma correta.

O que achou deste artigo onde mencionamos como transferir veículo? Se você se interessou, deixe seu comentário logo abaixo e compartilhe com seus amigos para que eles também saibam como transferir os seus veículos. É um pouco demorado o processo, mas vale a pena!